ENCONTRO INTERNACIONAL DOS TESOUREIROS PROVINCIAIS

ENCONTRO INTERNACIONAL DOS TESOUREIROS PROVINCIAIS

“Administrar bem o nosso patrimônio é mais do que apenas economizar dinheiro e evitar o desperdício”. Assim começou o Tesoureiro Geral, no início da reunião dos tesoureiros da Congregação que se realizou entre os dias 1 a 5 de Maio, no Centro de Conferências Villa Aurelia, em Roma. Participam 23 tesoureiros das diversas entidades, juntamente com membros da General Finance Commision.  “O aspecto econômico não pode ser experimentado com certa distância, como se fosse um assunto para especialistas. Cabe a todos nós!” – disse o Superior Geral. De acordo com P. Heiner Wilmer, a economia na vida religiosa é o termômetro da nossa fidelidade ao Evangelho. O Superior Geral também indicou cinco elementos que compõem a política econômica da Congregação (na atualidade):  – O escritório de desenvolvimento, que permite captar recursos externos; – Novas presenças que podem crescer na Congregação; – A capacidade de auto-manuntenção; – Melhor organização do escritório de benfeitores; – Estabelecimento de um fundo de pensão e de saúde para os confrades doentes e idosos. Disse ainda que a verdadeira riqueza da Congregação não são recursos, mas as pessoas. Então, o melhor investimento é a formação permanente.

P. Radoslaw Warenda SCJ

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados*