Dehonianos
Notícias da Província
 
09.Out - Com a Mãe Aparecida, seguimos Jesus.
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Com a Mãe Aparecida, seguimos Jesus.

Neste ano de 2017, vivemos o Jubileu Mariano, em comemoração aos 300 anos do encontro da Imagem de Aparecida, nas águas do Rio Paraíba. Sem dúvida, é um momento único, em que somos convidados a experienciar este amor de Mãe, que acolhe, escuta e conduz á Deus.


Quando falamos da Mãe de Deus, estamos falando daquela que soube dizer sim ao chamado que Ele próprio lhe fez. Através do “Ecce Ancilla”, Maria soube acolher em seu coração algo que ninguém jamais pode compreender. Tamanho é o mistério que se encontra neste ato que, embora simples, mudou a história de toda humanidade, pois abriu as portas da salvação para os homens, tirando-os da escuridão. Ela, sem dúvidas, soube contemplar o amor e a misericórdia de Deus, através de seu filho Jesus.


Papa Francisco nos mostra que Maria é a mãe, que com paciência e ternura, nos leva ao coração de Deus, porque soube Nele depositar sua vida. Esta confiança deve ser para nós um encorajamento de poder se lançar nos braços do Pai que tanto nos ama. Francisco também afirma que toda a existência de Maria é um hino de amor à vida, que não olha para si, mas somente para Aquele no qual deposita sua vida.


Padre Dehon, grande admirador desta doação materna, nos ensina que “através da mãe, chegamos à verdadeira doação para com o filho”. Também de modo mais profundo mostra que “Maria dispensa um grande cuidado para com a vida interior, vida esta, pautada no amor e na doação, junto com o Filho”.


Maria é o nosso modelo de vida, aquela que através de seu silêncio e contemplação, nos aponta o caminho que leva a Jesus. Com Ela, aprendemos a cumprir a vontade de Deus, sem reclamar ou murmurar, mas o fazemos com amor e gratidão. O “Ecce Ancilla”, resume sua vida, pois nestas palavras, percebe-se com que honra e dignidade ela aceita a maternidade do filho de Deus.


Celebrar o ano mariano, é colocar-se como discípulo de Cristo, tal como a Mãe o fez. Abertos para ouvir a Palavra e desejosos de testemunhá-la com nossa vida, somos incumbidos de sermos luz para um mundo envolto em tanta desordem e desamor. Na imagem que apareceu aos pescadores, percebemos um apelo maior a vida de oração e consagração, que nada mais é do que um convite para adentrarmos no Coração de Cristo. Em cada prece feita pelos homens, em cada oração feita por seus devotos, Maria intercede ao Pai, encorajando e aumentando nos seus filhos o amor a Deus e a Igreja.


Assim, peçamos a Deus neste mês de outubro, pela intercessão da Mãe Aparecida, tenhamos ânimo e força, para sermos verdadeiros seguidores de Cristo. Que mesmo em meio as dificuldades, não falte coragem de caminhar. Mostremos a todos que vale a pena aderir ao chamado do Pai, para fazer a diferença na sociedade, tal como fez Maria, que em toda sua vida seguiu Jesus.


 


 


Fr. Marcos Bernardes

Indique a um amigo
 

Copyright © 2017 Dehonianos. Todos os direitos reservados.