Dehonianos
Notícias da Província
 
27.Out - Encontro dos Mestres de postulantes e noviços da Congregação SCJ
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Encontro dos Mestres de postulantes e noviços da Congregação SCJ



Durante cinco dias reúnem-se, na Casa Geral, os mestres de postulantes e noviços da Congregação Dehoniana. O trabalho tem o intuito de refletir sobre a realidade dos formadores e dos candidatos. O ponto de partida do confronto é a experiência dos diversos participantes, a nova Ratio Formationis Generalis e as Linhas Guia do Conselho Geral. Pensa-se, outrossim, na futura colaboração entre as Entidades das mesmas áreas geográficas.


O primeiro dia viu os trinta participantes partilhar as alegrias, as dificuldades, os desafios e as expectativas do seu importante serviço. Do confronto emergiram sobretudo notas positivas, mas as dificuldades da profunda mudança cultural em todos os contextos em que operamos não foram escondidas.


O trabalho dos grupos não se restringiu ao censo do número de candidatos. A atenção centrou-se nos recursos humanos e materiais, à maturidade dos candidatos, sem esquecer os contextos políticos. Verificou-se, inclusive, a possibilidade de estudar a realização de um estilo comum na gestão dos tempos de postulantado e noviciado. Refletiu-se, em particular, sobre a oportunidade de viver o tempo de noviciado antes ou depois do estudo da filosofia, evidenciando as vantagens e desvantagens de uma escolha ou de outra. O certo é que o sistema deve ser adequado às situações dos diversos países. Parece difícil um caminho uniforme para toda a Congregação. É necessário levar em conta as distintas situações de cada país, além do itinerário dos candidatos.


Tudo isso incide sobre a internacionalidade e a inculturalidade. A primeira é muito importante para nós dehonianos, mas necessita de experiências mais estáveis para amadurecer este aspecto vivo na Igreja e no contexto civil. Já a interculturalidade parece viva e deve ser partilhada desde o início da formação. Para tanto foram iluminadoras as palavras do Conselheiro Geral P. Leopold Mfouakouet na homilia: “Uma alma apenas preocupada em ter à disposição muitos bens, perde de vista a qualidade da vida. Esta última tem necessidade não da impaciência pelo ter, mas da paciência pelo ser”.


Nos próximos dias os participantes refletirão sobre as oportunidades oferecidas pelos movimentos migratórios, as vocações adultas, as vocações para Irmão religioso e o Sínodo dos Bispos sobre “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”.


 


Indique a um amigo
 

Copyright © 2020 Dehonianos. Todos os direitos reservados.