Dehonianos
Aconteceu na Província
 
19.Jul - Instituto Dehonista completa 50 anos de atividades em Curitiba-Pr
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Instituto Dehonista completa 50 anos de atividades em Curitiba-Pr

No dia 18 de julho, no Auditório da ESIC (Curitiba), o P. Carlos Luis Suárez Codorniú, Superior geral da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, presidiu a Missa de Ação de Graças pelos 50 anos do início das atividades de ensino do Instituto Dehonista. O Instituto Dehonista abrigou o seminário reservado para estudantes do ensino médio, a partir do ano de 1972. Depois, serviu como sede regional casa de retiros, casa paroquial, postulantado, sede regional e sede provincial da Província Brasileira Meridional. Atualmente, a estrutura do antigo Instituto Dehonista deu lugar a ESIC Faculdade e Colégio, além de servir como residência dos religiosos dehonianos que atuam em Curitiba (PR). Louvemos a Deus pelos religiosos que se dedicaram e se doaram pelo Instituto Dehonista e pelas vocações ali cultivadas. A ESIC Faculdade e Colégio continua a missão educacional tão cara ao nosso fundador P. Dehon. A construção do prédio do Instituto Dehonista, hoje ESIC, é um marco da presença dehoniana em Curitiba (PR). O Coração de Jesus permita que por muito tempo possamos permanecer na capital do Paraná testemunhando o carisma do Amor e da Reparação.


Curiosidade sobre a Casa


No começo dos anos 60 a BM decidiu construir um mega escolasticado em Curitiba que abrigaria os cursos de Filosofia e Teologia. Estas duas casas (Brusque e Taubaté) eram bastante precárias. Havia a moda dos grandes seminários. O projeto original incluía o prédio de baixo, da atual ESIC, três prédios menores, como aquele único que foi construído, paralelo ao prédio de baixo. No atual estacionamento, ex-campo de futebol, seria edificada a capela e um prédio de serviços (cozinha, refeitório, depósitos, garagens, etc.). Não estava previsto o prédio paralelo à Rua Alcino Guanabara, onde é a residência scj. Haveria cerca de 130 entre quartos e apartamentos.


Para o bem ou para o mal, P. Fridolino Viemes, encarregado pela construção, arrastou os trabalhos a passo de ganso. Adquiriu uma fazenda de gado em Bossoroca, no caminho para Joinville. Serviria para abastecer de carne o futuro escolasticado. A fazenda foi vendida em 1972. Veio o Vaticano II, surgiram ideias novas, com o clamor geral por comunidades menores. Em Taubaté os fratres iniciaram um movimento para que a Teologia permanecesse lá. Na Conferência Provincial de 1969, a 1ª da BM, P. Orlando Murphy convenceu os presentes de que a Filosofia não podia sair de Brusque. O prédio de Curitiba acabou sobrando. Como o seminário de ensino médio funcionava em Rio Negrinho desde 1968 em condições precárias, foi decidido que ocuparia a novel casa de Curitiba que sofreu adaptações várias, antes mesmo de receber um aluno sequer. Os dois prédios construídos não contemplavam capela, nem cozinha, nem refeitório. O seminário começou a funcionar em 1972.


Depois, segundo as circunstâncias e a cabeça dos superiores, a casa foi sendo alterada. Paredes foram construídas e destruídas. Portas e janelas foram abertas e fechadas. No prédio menor os quartos foram destruídos e deram lugar a dois dormitórios, mais tarde revertidos em quartos para acolher o Postulantado. A casa serviu como seminário de ensino médio, casa de retiros, casa paroquial, Postulantado, sede regional, sede provincial, residência da ESIC, casa geriátrica, enfermaria de convalescentes, colégio do SESI, faculdade, ensino médio aberto ao público, campo de treinamento da PM do Paraná.


 


Fonte: Pe.Odilo Antonio Leviski,scj

Indique a um amigo
 

Copyright © 2022 Dehonianos. Todos os direitos reservados.