Dehonianos
Notícias da Igreja
 
A alma de um santo na obra-prima de um grande músico
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
A alma de um santo na obra-prima de um grande músico

Vatican News


"O maior empreendimento fora do Reino Unido". Foi assim que o britânico Lord Michael German descreveu o concerto que a orquestra Southbank Sinfonia e o Coro do Parlamento apresentarão no cenário da Basílica de São Paulo Fora dos Muros no dia 29 de abril. Um grande feito certamente em termos de números - haverá um total de cerca de 400 intérpretes envolvidos - mas grande acima de tudo pela obra que volta a ser executada em Roma quase 20 anos depois, portanto uma performance incomum: se trata da obra "o sonho de Gerôncio", o que muitos consideram ser a obra-prima de Edward Elgar.


Newman, o inspirador


O compositor britânico, que escreveu esta obra entre 1899 e 1900, construiu a partitura com base no poema homônimo do Cardeal John Henry Newman, uma das figuras mais importantes do pensamento cristão do século XIX - anglicano de nascimento, convertido ao catolicismo e proclamado santo pelo Papa Francisco em 2019. O concerto, organizado com a contribuição da Fundação Pro Musica e Arte Sacra, foi desejado pelo Cardeal James Harvey, arcipreste da basílica paulina, precisamente para celebrar o Cardeal Newman. Estava previsto originalmente para 2020, logo após a canonização do cardeal inglês, mas a pandemia fez com que tudo fosse adiado para este ano.


Fortalecimento das relações Reino Unido-Vaticano


Conduzindo o impressionante conjunto vocal do Coro e da Southbank Sinfonia estará o Maestro Simon Over, acompanhado pelos solistas Robert Murray (tenor, Gerontius), Beth Taylor (mezzo-soprano, o Anjo) e Arthur Bruce (barítono, o Sacerdote e o Anjo da Agonia). Durante a apresentação do concerto há alguns dias em Roma - na presença, entre outros, do próprio Cardeal Harvey, do Embaixador britânico junto à Santa Sé John Trott e do Presidente da Fundação Pro Musica e Arte Sacra Hans Albert Courtial - o inglês Lord Michael German, Presidente do Coro do Parlamento britânico, também sublinhou sua singularidade, descrevendo-a como "a instituição mais igualitária do Reino Unido", pois é formada por membros de ambas as câmaras. O concerto, acrescentou ele, é "uma oportunidade única para fortalecer as relações entre o Reino Unido e o Vaticano através da música".


Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2024 Dehonianos. Todos os direitos reservados.