Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Beatificados 12 mártires redentoristas espanhóis
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Beatificados 12 mártires redentoristas espanhóis

Alessandro Di Bussolo - Cidade do Vaticano


A beatificação dos doze mártires redentoristas de Madri, mortos em 1936 durante a guerra civil espanhola, nos oferece "a mensagem de total confiança em Deus. Confiança no amor do Pai, confiança na intimidade de Jesus crucificado e ressuscitado conosco". Foi isso que deu força a Vicente Nicasio Renuncio Toribio e aos onze companheiros, como recordado na homilia pelo cardeal Marcello Semeraro, prefeito do Dicastério para as Causas dos Santos, delegado do Papa para presidir a beatificação na Catedral madrilenha de Santa María la Real de la Almudena.


"Não temo mal algum, Jesus, porque tu estás comigo"


 


“A fé radical em Deus, que é nosso Pai e solidariedade absoluta com seu Filho Jesus Cristo: estas são – explicou o cardeal Semeraro – as coordenadas que, sozinhas, podem nos orientar, também quando nos encontramos no meio de medos e chantagens humanas”.


Junto aos doze sacerdotes e religiosos professos da Congregação do Santíssimo Redentor, podemos então dizer: "Não temo mal algum, Senhor Jesus, porque tu estás comigo". Como o irmão José Erviti Insausti, que antes de morrer disse: "Não podem nos fazer nada se formos fiéis a Deus...".


O martírio dos 12 em Madri, onde a perseguição foi mais sangrenta


 


O prefeito do Dicastério para as Causas dos Santos referiu-se à história dos mártires, aprofundada no início da liturgia pelo postulador, o padre redentorista Antonio Marrazzo, mortos durante a perseguição anticristã que afligiu a Espanha nos anos da guerra civil.


“Aconteceu aqui mesmo em Madri - recordou - onde a luta contra a Igreja foi particularmente sangrenta”. Eram homens como nós, frágeis "como vasos de barro", como recorda São Paulo, mas isso revela "o segredo do testemunho cristão, pois diz que aquele vaso frágil guarda um tesouro, ou seja, a força da vida de Cristo, que habita em nós. A vida do Crucificado-Ressuscitado está no cristão”.


Jesus nos diz: "Não tenham medo, estou com vocês todos os dias"


 


É aí "que se encontra a força interior do testemunho dos nossos Beatos", acrescentou Semeraro, que comentando o Evangelho de Mateus dos discípulos amedrontados pelas ondas que submergiam o barco no lago, recordou as palavras de Jesus: "Por que tendes medo, homens de pouca fé?".


Não se trata, sublinhou o cardeal, de querer se tornar ousados, mas não devemos ter medo "porque queremos ser discípulos fiéis de Jesus". Que disse aos apóstolos: "Basta que o discípulo se torne como seu mestre." Praticamente, esclareceu o cardeal, dizia a eles: “Se vocês são como eu, não devem ter medo! Vocês vencerão a morte assim como eu! Também em vocês, o que é morte torna-se vida. Por isso vocês não devem ter medo: vocês não devem ter medo por causa da minha intimidade com vocês".


Na sexta-feira, a vigília pelos jovens. Domingo, a Missa de ação de graças


 


Entre outros, concelebraram o arcebispo de Madri, cardeal Carlos Osoro, o superior geral dos Redentoristas, Pe. Rogério Gomes, o superior provincial de Madri, Pe. Francisco Javier Caballero, e o pároco de Perpétuo Socorro, Pe. Damián Cubillo.


Entre os participantes da beatificação, uma representação das famílias e lugares de origem dos novos beatos. Na noite de sexta-feira, 21 de outubro, o Santuário do Perpétuo Socorro, com curadoria dos Redentoristas, acolheu uma vigília de oração pelos jovens e no domingo, 23 de outubro, Dia Mundial das Missões, às 12h, sediará a Missa de Ação de Graças presidida pelo padre Gomes.


Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2024 Dehonianos. Todos os direitos reservados.