Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Campina Grande abre Ano Jubilar e o Papa "presenteia" diocese com indulgências plenárias
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Campina Grande abre Ano Jubilar e o Papa

O Papa Francisco concedeu à Diocese de Campina Grande (PB) indulgências plenárias por ocasião das comemorações pelos 75 anos de criação da Igreja paraibana. Poderão garantir a remissão da pena temporal dos pecados todos os fiéis que visitarem a Catedral Nossa Senhora da Conceição em forma de peregrinação e, devotamente, participarem dos ritos alusivos ao Jubileu de Diamante. As festividades começaram nesta segunda-feira (15) e seguem até 18 de maio do ano que vem.


Entre os eventos especiais do ano jubilar estão as missas votivas que serão celebradas no dia 14 de cada mês em todas as paróquias, incluindo a Igreja mãe de Campina Grande.


“Ali (na catedral) ou pelo menos por tempo oportuno dirigem oração a Deus pela fidelidade do Brasil à vocação cristã, pela obtenção de vocações sacerdotais e religiosas e pela defesa da família instituída. Também os idosos ou doentes receberão a graça ao unirem-se de modo espiritual”, anunciou a diocese.


A concessão de indulgências plenárias é uma das muitas novidades do Jubileu de 75 anos da Diocese de Campina Grande, que teve início com a celebração da Santa Missa presidida pelo bispo diocesano, dom Dulcênio Fontes de Matos, e concelebrada pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife (PE), dom Limacêdo Antonio da Silva. A solenidade reuniu o clero, religiosos e religiosas, leigos e leigas presencialmente na catedral, mas também de maneira virtual pela internet.


“Hoje partilhamos não de uma simples alegria, todavia de uma grande alegria. Por isso, uso a expressão júbilo, que tem tudo a ver com o que estamos a fazer hoje, abrir o Jubileu Diamantino e com grande júbilo”, afirmou dom Dulcênio.


Dom Limacêdo destacou a grandeza da diocese que se revela na prática pastoral e na realidade missionária vivida por homens e mulheres de fé.


“Aqui venho sentir o bom perfume de Cristo, que não apenas se encontra nesta catedral, mas espelhado por todos os rincões desta querida diocese. Representando o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, vim para fazer comunhão e pedir a Deus por esse lindo povo que é um sinal da diversidade do Espírito Santo”, declarou.


Com a conclusão da Celebração Eucarística teve início a peregrinação da imagem de Nossa Senhora da Conceição. A Paróquia Santa Teresinha será a primeira das 67 paróquias visitadas ao longo deste ano especial.


75 anos de missão


A Diocese de Campina Grande foi criada no dia 14 de maio de 1949 por meio da Bula Papal “Supremum Universi”, do Papa Pio XII. O documento desmembrou a nova igreja da Arquidiocese da Paraíba, pertencendo ao Regional Nordeste 2 da CNBB.


Atualmente, a diocese conta com 67 paróquias e duas áreas pastorais distribuídas nos 62 municípios do território que compreende os limites com o Rio Grande do Norte, ao norte, e ao sul, com o estado de Pernambuco.


O presbitério campinense tem em torno de 120 padres diocesanos e religiosos (ordens e congregações), 32 diáconos, sendo 26 permanentes e seis transitórios que serão ordenados padres ainda este ano. O Seminário Diocesano São João Maria Vianney conta com 49 seminaristas da Igreja local e nove seminaristas da Diocese de Petrolina (PE), totalizando 58 residentes na casa de formação.


(Fonte - CNBB NE2)


Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2024 Dehonianos. Todos os direitos reservados.