Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Cazaquistão. Bispo de Almaty: Vinda do Papa a esta terra dará muitos frutos
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Cazaquistão. Bispo de Almaty: Vinda do Papa a esta terra dará muitos frutos

Vatican News


"O tempo pascal traz consigo muitos motivos de alegria: o primeiro é o fato de que, após dois anos de pandemia, finalmente pudemos celebrar a Semana Santa e o Domingo da Divina Misericórdia em condições normais. Quase todas as restrições foram suspensas: a área de Almaty ainda tem casos de Covid-19, mas os números são muito baixos, por conseguinte, a participação nas liturgias voltou ao que era antes. O segundo motivo de alegria é que na noite de Páscoa batizamos onze adultos em nossa Catedral da Santíssima Trindade em Almaty. Isto nos dá grande entusiasmo: é um sinal de que, no Cazaquistão, o povo de Deus continua crescendo em quantidade e, sobretudo, em qualidade, o que é o mais importante."


É o que conta à Fides – agência missionária da Congregação para a Evangelização dos Povos – o bispo da Diocese de Almaty e presidente da Conferência Episcopal do Cazaquistão, dom José Luis Mumbiela Sierra.



A visita do Papa ao país asiático em setembro próximo


Além disso, observa o bispo, há um terceiro motivo de alegria: "A grande notícia que chegou durante a Semana Santa é que o Papa Francisco visitará Nursultan, a capital do Cazaquistão, em setembro próximo. Será um momento muito especial que certamente dará muitos frutos neste país e além dele".


"A vinda do Santo Padre a esta terra é altamente simbólica e acredito que seja um forte apelo à fraternidade universal, entendida não como um conceito poético, mas como um apelo concreto e necessário à criação de uma autêntica união entre os povos e de sentimentos de reconciliação. Lembrando que, para alcançar a paz, é preciso primeiro se reconciliar: creio que este é um tema complicado, mas importante neste período."



Igreja no país onde os católicos são 1% da população


Na Diocese de Almaty, os fiéis se reúnem na Catedral da Santíssima Trindade. Há também uma pequena igreja na cidade, datada da época soviética, que atualmente não está em funcionamento, mas está destinada a abrigar as Irmãs de Madre Teresa, enquanto outra igreja ainda não registrada está em construção.


Opus Dei, Comunhão e Libertação e a Ordem Franciscana Secular também estão ativas na cidade. Há quatro dioceses católicas no Cazaquistão, com um total de 70 paróquias. Há 91 padres no país da Ásia Central, entre os quais 61 diocesanos e 30 religiosos. De acordo com dados oficiais fornecidos pelo Ministério das Relações Exteriores, dos mais de 17 milhões de habitantes da nação, cerca de 26% são cristãos, e 1% destes são católicos.


(com Fides)


Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2022 Dehonianos. Todos os direitos reservados.