Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Dom Bosco, o Santo dos jovens
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Dom Bosco, o Santo dos jovens

Padre Pedro André, SDB – Vatican News


Dom Bosco, nasceu em 16 de agosto de 1815, na região italiana do Piemonte. Sua infância pobre foi marcada pela morte do pai, quando ele tinha apenas 2 anos. Sua mãe, Margarida Occhiena, criou João e seus dois irmãos com todas as restrições impostas pela pobreza extrema. Quando criança, após cumprir seus deveres, ele  entretinha seus amigos com truques e mágicas que aprendia quando ia à cidade e, em seguida, repetia partes do sermão que havia ouvido na Missa. Os sinais de sua vocação despontaram desde a infância.


Um sonho que marcou sua vida


Aos nove anos ele teve um sonho,  no qual Jesus e Maria indicaram o caminho que ele devia seguir. No emblemático sonho haviam lobos ferozes que se transformaram em mansos cordeirinhos e Maria disse que ele deveria transformar os meninos maus em bons. Ele, no sonho, disse não entender o pedido de Maria, e ela disse: “a seu tempo tudo compreenderás”.


Vocação


Ao sentir o chamado de Deus Joãozinho Bosco procurou completar os seus estudos, sempre tendo seu irmão mais velho como opositor, pois segundo ele, estudar não enchia a barriga. Para driblar essa situação a mãe de João o mandou morar fora, com outras famílias, e após concluir seus estudos básicos ele entrou no seminário. Foi ordenado padre em 1841. Após sua ordenação fez a experiência de acompanhar São José Cafasso no atendimento aos jovens que eram condenados a morte por seus delitos, ou seja, nos seus últimos instantes de vida antes de serem executados na forca. Dom Bosco ficou muito impressionado com a triste sorte destes rapazes e se empenhou para prevenir que os jovens não se tornassem delinquentes e sim pessoas honradas, por meio da evangelização, da educação e instrução profissional.


Início da Obra Salesiana


Dom Bosco procurou fazer o possível para acolher tantos meninos e jovens órfãos, atraídos pelas ofertas de emprego oferecidas na cidade de Turim. Naquele momento a revolução industrial estava batendo à porta, e muitas pessoas deixavam a vida no campo para trabalhar na cidade grande. Até sua mãe, Margarida,  foi para Turim para se tornar sua colaboradora. Através das atividades no Oratório, na escola formal e nas escolas profissionais, Dom Bosco ajudou milhares de jovens que estavam abandonados a sua própria sorte. Para continuar sua obra ele propôs para alguns desses jovens para que fizessem uma experiência de fé e, assim, nasceu a Congregação Salesiana, oriunda da pobreza do Oratório, hoje se encontra em 134 nações.  Dom Bosco, juntamente com Santa Maria Mazzarello, fundou o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, também empenhado na educação da juventude.


Dom Bosco Santo


Dom Bosco faleceu aos 72 anos, em 31 de janeiro de 1888, na primeira casa salesiana do mundo, no bairro de Valdocco, na cidade de Turim. No domingo de Páscoa de 1934 (1º de abril) ele foi canonizado pelo Papa Pio XI. Em 1988, quando se celebrou os 100 anos de sua morte, São João Paulo II concedeu a ele o título de Pai e Mestre da juventude.


Dom Bosco e Roma


Para celebrar o dia de Dom Bosco, O Vatican News produziu um vídeo muito especial, gravado na Basílica do Sagrado Coração de Jesus em Roma. Neste local, onde fica a Sede Central dos Salesianos no mundo, encontram-se os aposentos onde Dom Bosco se hospedou quando esteve  em Roma para a inauguração da Basílica, cuja construção fora confiada a ele pelo Papa Leão XIII. No vídeo é possível conhecer, além dos aposentos de Dom Bosco, o altar de Maria Auxiliadora, onde Dom Bosco celebrou a Santa Missa, que foi interrompida 15 vezes, pelas lágrimas deste santo, pois compreendeu naquele momento os desígnios de Deus para a sua vida, que lhe foram revelados no sonho dos nove anos.  


Conheça mais sobre Dom Bosco


Clique aqui e baixe gratuitamente o livro “Dom Bosco” de autoria de Terésio Bosco. Deleite-se nesta leitura da vida de Dom Bosco, com episódios ocorridos desde os seus 9 anos até a sua consagração em 5 de junho de 1841, como também o seu projeto dos meninos para os quais ele se dedicou integralmente. Conheça as suas grandes realizações juntamente com os jovens, sempre num espírito de profundo amor, caridade e compaixão. Próximo à morte, ele nos proferiu estas belas e sinceras palavras : “ Façamos o bem a todos, o mal a ninguém! ... Digam aos meus meninos que os espero todos no céu.”





Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2024 Dehonianos. Todos os direitos reservados.