Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Manter a memória e o testemunho de dom Cláudio Hummes
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Manter a memória e o testemunho de dom Cláudio Hummes

Mariangela Jaguraba - Vatican News


"O falecimento de Dom Cláudio Hummes nos deixa com o coração partido e repartido de amor e gratidão, pois "perdemos" um "cardeal", mas "ganhamos" um homem de Deus, um santo e intercessor juntinho de Deus no Céu." Estas são as palavras do pe. Paulo Sérgio Vaillant da Arquidiocese de Vitória (ES), missionário itinerante na Amazônia por 11 anos, a propósito do falecimento do cardeal Cláudio Hummes, na última segunda-feira (04/07).


"Dom Cláudio foi e seguirá sendo para a Igreja e para o mundo um verdadeiro "ponto cardeal", que nos aponta o Caminho da Vida Verdadeira. Sua missão, seu testemunho e sua capacidade de Discernimento e Serviço na Igreja de São Paulo, nos "tempos de chumbo" da era Militar, lhe credita o verdadeiro sentido do Martírio, semelhante ao de Jesus Cristo, e também de Pedro e Paulo que celebramos recentemente."


Segundo o pe. Paulo Sérgio, dom Cláudio levou a cabo a profecia de São Paulo VI, que disse quando Papa do pós-Concilio: "Deus aponta para Amazônia". "Dou testemunho de que Dom Cláudio é um exemplo fidedigno a ser seguido." Dom Cláudio "em sua idade já avançada não mediu esforços físicos e espirituais em favor de uma Igreja autóctone e Samaritana com rosto, pés, mãos e coração Amazônida", disse ainda o sacerdote.


"Sua dedicação integral e total na construção, realização e implementação do Sínodo para a Amazônia é de uma relevância envergadura semelhantes à um Pedro e Paulo de nossos dias. Por fim, Dom Cláudio é um dos artífices, ao lado de seu Amigo e nosso querido irmão, o Papa Francisco, alguém que continua sonhando com Novos Caminhos para a Igreja e para uma Ecologia Integral na Amazônia e em todo o Planeta Terra."


Outro testemunho é o da irmã Maria Josefina Casagrande da Congregação das Missionárias Agostinianas Recoletas que atualmente trabalha na periferia da cidade de Itabuna, na Bahia, mas trabalhou na Amazônia e teve a oportunidade de encontrar dom Cláudio Hummes durante sua visita à Prelazia de Lábrea em outubro de 2014, a fim de conhecer a realidade e os desafios da Igreja na Amazônia.


A religiosa aproveitou a ocasião para entregar a dom Cláudio um material sobre a religiosa de sua congregação irmã Cleusa Carolina Rody Coelho, brutalmente assassinada, em 28 de abril de 1985, aos 52 anos, em defesa dos indígenas e na busca da paz na conturbada região às margens do Rio Paciá, na Prelazia de Lábrea, no Amazonas.


"A-Deus querido dom! Interceda a Deus por nós e pela defesa e promoção da dida em nossa Casa comum. Deus vai acendendo Luzes, quando vamos precisando delas", assim seguiremos rezando, cantando e Evangelizando, como Peregrinos Itinerantes que somos, nos Caminhos da vida, com amor, justiça e dignidade", concluiu o missionário pe. Paulo Sérgio.


Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2022 Dehonianos. Todos os direitos reservados.