Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Mulheres doutoras da Igreja, uma conferência para redescobrir sua atualidade
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Mulheres doutoras da Igreja, uma conferência para redescobrir sua atualidade

Tiziana Campisi – Vatican News


Na história da Igreja, há mulheres que deixaram testemunhos importantes, que se abriram ao diálogo, que ofereceram grandes ensinamentos ou que se dedicaram ao próximo. Para dedicar-lhes uma reflexão acadêmica será realizada uma conferência internacional interuniversitária "Mulheres Doutoras da Igreja e Padroeiras da Europa em diálogo com o mundo de hoje", nos dias 7 e 8 de março na Pontifícia Universidade Urbaniana em Roma.


A iniciativa, primeira deste gênero, é organizada em colaboração com a universidade especializada na formação do clero missionário, a Universidade Católica de Ávila e o Instituto de Estudos Avançados sobre a Mulher do Pontifício Ateneu Regina Apostolorum. Também será ocasião para comemorar os 50 anos, celebrado em 2020, do doutorado de Catarina de Sena e Teresa de Ávila; os 400 anos de canonização de Teresa de Ávila ocorrido em 12 de março de 1622; os 25 anos do doutorado de Teresa de Lisieux realizado em 1997; e os 10 anos, também de doutorado, de Hildegard de Bingen em 2012. E a programação do encontro acadêmico será enriquecida também com as santas padroeiras da Europa proclamadas por João Paulo II em 1999: Teresa Benedita da Cruz, nascida Edith Stein, e Brigite da Suécia, junto com Catarina de Sena.



Os objetivos e o apoio a projetos missionários


A Conferência, patrocinada pela Congregação para as Igrejas Orientais, pelo Pontifício Conselho para a Cultura e muitas outras entidades, incluindo a COMECE (Conferência Episcopal dos Bispos Europeus), visa tornar essas mulheres da Igreja mais conhecidas, para que sua mensagem possa oferecer luz e esperança no mundo de hoje, dilacerado por uma grave crise antropológica, social, econômica e moral, que se agravou com a pandemia, e, em particular, para dar respostas às principais questões sobre o universo feminino. Ao apresentar a atualidade de suas obras deseja-se oferecer ideias que possam inspirar a pastoral da Igreja. Na perspectiva missionária de uma Igreja sinodal, o valor das inscrições para a conferência e eventuais ofertas voluntárias apoiarão projetos de alfabetização e formação de jovens no Líbano. Em particular, serão ajudados o Orfanato Centre Saint Charbel Fondation Marie Abel, da Congregação das Irmãs dos Sagrados Corações, de rito latino, à Escola Especial do Instituto Padre Roberts das Irmãs Basilianas Soaritas, de rito greco-melquita, à Oeuvre Sociale de la Jeune Fille Libanaise das Irmãs Missionárias do Santíssimo Sacramento, de rito maronita.



Temas da conferência


Os painéis da conferência focalizarão "Teresa de Jesus e a comunicação do inefável", "A missão eclesial em Teresa de Lisieux", "Hildegard de Bingen: espiritualidade e cuidado com a criação", a "Aliança Educativa" e "Teresa Benedita da Cruz, a contribuição de Catarina de Sena ao serviço do bem comum" e a figura de "Brigite da Suécia: Profetisa da Europa". O dia 7 de março será dedicado às mulheres doutoras da Igreja, 8 de março, Dia da Mulher, para as padroeiras da Europa.



A contribuição das mulheres doutoras da Igreja


Na coletiva de imprensa a professora Maria del Rosario Sáez Yuguero, reitora da Universidade Católica de Ávila disse: “Este projeto é o resultado da colaboração entre universidades por uma causa comum e que também tem um propósito de solidariedade. É uma oportunidade de mostrar o exemplo dessas mulheres nos dias de hoje". O Reitor da Universidade Urbaniana, Professor Leonardo Sileo, destacou que as mulheres protagonistas da conferência são mulheres concretas que viveram em épocas diferentes, distinguidas por suas diferentes características, mas com elementos em comum. "São mulheres que foram influentes na compreensão da Revelação; mulheres que deram a oportunidade de entender melhor no que consiste a inteligência das coisas espirituais". O Professor Sileo observou que assim como a Igreja tem seus Padres e Doutores do Ocidente - Santo Ambrósio, Santo Agostinho, São Jerônimo e São Gregório Magno - há agora uma necessidade cada vez maior de olhar e aprender com as mulheres além dos homens. São mulheres que escreveram, que têm em comum uma espécie de inquietação intelectual", acrescentou o Reitor da Urbaniana, "que com sua doutrina ajudaram a compreender e repensar a antropologia, a configuração do homem. E tinham também uma vocação missionária". Anita Cadavid, diretora do Instituto de Estudos Avançados sobre a Mulher do Regina Apostolorum, por sua vez, observou que Catarina de Sena, Teresa de Ávila, Teresa de Lisieux, Hildegard de Bingen, Edith Stein e Brigite da Suécia foram bem inseridas em suas respectivas épocas e que sua mensagem de criatividade e de comunhão pode iluminar este momento particular que a Europa está vivendo.


Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2022 Dehonianos. Todos os direitos reservados.