Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Novas ordenações sacerdotais no Camboja, sinal de crescimento e esperança
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Novas ordenações sacerdotais no Camboja, sinal de crescimento e esperança

A Igreja Católica no Camboja foi enriquecida com a ordenação de quatro novos sacerdotes, todos do Vicariato Apostólico de Phnom Penh. Trata-se dos padres diocesanos John Baptist Samnang Vy, Anthony Ratanak Thai Bunly e Paul Kan Ven, ordenados em 23 de setembro, e do primeiro sacerdote jesuíta cambojano, padre Damo Martin Chour SJ, ordenado no mês de agosto.


Na Igreja de São Pedro e Paulo, em Phnom Penh, o bispo local, o vigário apostólico Olivier Schmitthaeusler MEP, presidiu a celebração com a ordenação em um rito caracterizado por músicas e trajes tradicionais, típicos da cultura local, na presença de centenas de fiéis provenientes de todo o país.


Antes de confirmar sua decisão de servir a Deus como sacerdotes, os três cambojanos fizeram um ano de diaconato trancorrido no serviço à comunidade., tendo os três cumprido posteriormente uma missão pastoral: Anthony Ratanak Thai Bunly foi designado para servir no distrito pastoral do norte de Phnom Penh; Paul Kan Ven, estava na comunidade do distrito pastoral de Sihanuvile; John Baptist Samnang Vy permaneceu na cidade de Phnom Penh e também foi para o distrito pastoral do sul.


Bunly, 30 anos, de Phom Pneh, testemunhou ter vivido alegrias e dificuldades, mas tudo o que pode fazer "é rezar a Deus e ficar com Ele, confiando em Deus" e oferecendo-Lhe a sua vida. "Minha vida hoje é servir a Cristo e servi-lo na comunidade, nos pobres e sofredores”.


“Quando penso no chamado de Deus para mim -  disse por sua vez Paul Kan Ven, 31 anos, também de Phnom Penh - fico maravilhado com o quão maravilhosa é a minha vida e agradeço a Ele”, disse Paul Kan Ven, 31 anos, também de Phnom Penh.


Anthony Samnang Vy, filho único de uma família católica, afirmou que o lema "amar e servir" está gravado em seu coração: “Enquanto rezava, ficava comovido e olhava para a cruz de Cristo”.


O vigário apostólico, dom Olivier, disse estar feliz pelo dom que os novos sacerdotes representam para a comunidade cambojana, recordando as estruturas e as pessoas que os acompanharam, a Escola Dom Bosco que os três frequentaram, o Seminário São João Maria Vianney, como suas famílias e aqueles que rezaram pela sua vocação. “Esta é a nossa força para continuar anunciando o Evangelho, entregando a vida a Deus e à comunidade”, destacou, apreciando a presença de novos sacerdotes como “sinal de crescimento e esperança para a Igreja cambojana”.


Além disso, no passado dia 19 de agosto, a Igreja cambojana e a Companhia de Jesus acolheram o dom do primeiro sacerdote jesuíta cambojano: Pe. Damó Chuor, 39 anos. Ele foi ordenado sacerdote por dom Olivier Schmitthaeusler, na presença de dom Enrique Figaredo SJ, prefeito da Prefeitura Apostólica de Battambang e de jesuítas de todo o mundo, de mais de 70 sacerdotes, freiras, missionários, fiéis de diversas paróquias do Camboja. O P. Damo é agora responsável pelos programas juvenis e pela promoção vocacional da Companhia de Jesus, que funciona no Vicariato de Phnom Penh e nas Prefeituras Apostólicas de Battambang e Kompong Cham.


Atualmente, a Igreja Católica no Camboja conta com 14 sacerdotes autóctones (incluindo o novo jesuíta e os três novos presbíteros) entre os cerca de 100 missionários que prestam serviço pastoral em cerca de 80 paróquias de todo o país, divididos em três circunscrições eclesiásticas, onde existem aproximadamente 20 mil católicos.


*Com Agência Fides 


Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2024 Dehonianos. Todos os direitos reservados.