Dehonianos
Notícias da Igreja
 
O Papa assina uma 'justificativa' para o membro mais jovem do Sínodo
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
O Papa assina uma 'justificativa' para o membro mais jovem do Sínodo

Depois das quatro semanas intensas do Sínodo, junto com cerca de 400 outras pessoas discutindo, refletindo, votando, lendo e ouvindo, a ideia de voltar direto para a sala de aula da universidade, além disso, depois de pelo menos 13 horas de voo Roma-Denver, parece muito cansativa. Excessiva até mesmo para um jovem cheio de energia como Wyatt Olivas, o estudante estadunidense que, com seus 19 anos, reduziu a média de idade dos membros do Sínodo sobre Sinodalidade que está chegando ao fim no Vaticano.


Assinado, "Francis"


O jovem, estudante da Universidade de Wyoming em Laramie, missionário do programa juvenil católico Totus Tuus e catequista em sua diocese natal de Cheyenne, partirá na segunda-feira, 30 de outubro, e já na terça-feira deveria estar presente nas salas de aula da Universidade, que fica a três horas de carro, com o risco até de encontrar neve na estrada. Wyatt, entre o sério e o jocoso, achou por bem redigir uma espécie de "justificativa" para explicar aos professores sua necessidade de descanso para se recuperar dos trabalhos no Vaticano antes de retomar as aulas. Quem melhor para assiná-la do que o "presidente" de toda a assembleia? O Papa, com um sorriso nos lábios, concordou de bom grado em apor com a sua caligrafia minuta a assinatura Francis na carta que Wyatt lhe apresentou durante um intervalo das congregações gerais.


A carta


A missiva que o jovem redigiu submetendo-a o Pontífice diz: "Wyatt A. Olivas foi parte integrante do Sínodo sobre a sinodalidade, trabalhando diligentemente para contribuir com esse evento significativo na Igreja. Seus esforços foram muito apreciados pela comunidade eclesial e somos gratos por sua dedicação e trabalho árduo. Como resultado de seus esforços incansáveis, acreditamos que Wyatt merece uma pausa das aulas para recarregar suas baterias".


"Wyatt - diz ainda a carta - prometeu voltar às aulas e concluir seu trabalho, e confiamos que manterá sua palavra. Estamos confiantes de que, após essa pausa tão necessária, ele voltará aos estudos com energia e concentração renovadas. Portanto, solicitamos gentilmente que ele seja dispensado das aulas por um curto período". Assinado com caneta azul, Francis.


Voz para os jovens


O Papa sorriu ao devolver a carta ao jovem, que também é estagiário de música no St. Paul's Newman Center. "É verdade, você é importante", disse a ele. Olivas agradeceu ao Pontífice por tê-lo convidado e, assim, ter dado voz no Sínodo também para aquela faixa de jovens que - como ele havia mencionado em entrevistas antes do evento em Roma - muitas vezes se sentem um pouco afastados da dinâmica e das decisões da Igreja.


 


O Sínodo, uma experiência entusiasmante


Este Sínodo, disse Wyatt no briefing de 18 de outubro na Sala de Imprensa vaticana, deu-lhe novas esperanças e perspectivas: "É uma experiência belíssima poder ser ouvido e depois ouvir diferentes experiências do mundo inteiro. Acho que é realmente incrível ter a oportunidade de aprender sobre tantas coisas: é muito bom e entusiasmante estar aqui". Bonito, é claro, mas também exigente, tanto que foi planejada uma pausa antes do reinício das fadigas da universidade. Nesse caso, com a bênção, aliás, a "justificativa" do Papa.


Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2024 Dehonianos. Todos os direitos reservados.