Dehonianos
Notícias da Igreja
 
O que muda na relação entre anjos e humanos depois da Anunciação, segundo santo Tomás de Aquino
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
O que muda na relação entre anjos e humanos depois da Anunciação, segundo santo Tomás de Aquino

Santo Tomás de Aquino, doutor da Igreja, em sua reflexão sobre a oração da Ave Maria e a saudação do anjo, diz que o ser celestial não disse “Ave Maria”, mas sim “Ave, cheia de graça". Parece uma simples mudança introduzida pela Igreja, mas para santo Tomás contém um significado imenso.


 


O santo descreve que “na antiguidade, a aparição dos Anjos aos homens era um acontecimento de grande importância e os homens sentiam-se extremamente honrados em poder testemunhar sua veneração aos Anjos”.


 


“Mas um Anjo se inclinar diante de uma criatura humana, nunca se tinha ouvido dizer antes que o Anjo tivesse saudado à Santíssima Virgem, reverenciando-a e dizendo: ‘Ave’”, diz o também chamado Doutor Angélico.


 


Santo Tomás disse que a reverência dos humanos pelos anjos se dava porque esses seres “eram superiores” em três coisas: são de natureza espiritual e não corruptíveis; eles têm um relacionamento muito próximo com o Senhor; e eles desfrutam plenamente da graça divina. “Portanto, não convinha ao Anjo inclinar-se diante do homem”, disse ele.


 


Porém, tudo isso muda com a bem-aventurada Virgem Maria. Para santo Tomás, ela era muito superior em todas essas qualidades aos anjos. Tanto que o arcanjo Gabriel ousou homenageá-la com vários elogios: “Ave”, “cheia de graça”, “o Senhor é contigo”. Tudo para implicar que ele estava atrás dela.


 


Ele também disse que Maria atingiu um grau tão excelente de virtudes, santidade e intimidade com a Trindade que Gabriel lhe diz que “um Filho santo nascerá de ti e será chamado Filho de Deus”.


 


“Por isso, ela é justamente chamada de 'Maria', que significa 'iluminada interiormente'... O Senhor não habita da mesma maneira com a Bem-aventurada Virgem e com os Anjos. Deus está com Maria, como seu Filho; com os Anjos, Deus habita como Senhor”, diz santo Tomás de Aquino.


 


O que aconteceu depois com os seres humanos?


Santo Tomás continua a sua reflexão sobre a Ave Maria, mas não dá mais exemplos da mudança na forma como os anjos tratam os humanos. Contudo, a vida dos santos dá algumas pistas. Um exemplo concreto é o que esses seres celestiais fariam com os sacerdotes.


 


São Francisco de Assis cumprimentava primeiro um padre e depois o seu anjo da guarda. São Francisco de Sales compreendeu este fato quando soube que o anjo da guarda de um recém-ordenado não queria mais andar à sua frente, mas atrás do novo sacerdote, por respeito à sua investidura sacerdotal.


 


Há também o caso de são Pio de Pietrelcina, que recebia ajuda de seu anjo da guarda e até servia como tradutor das cartas que recebia em outros idiomas.


 


Segundo o site sobre a vida de santos corazones.org, santa Francisca Romana disse que o rosto do seu anjo da guarda irradiava tanta luz “que ela podia ler matinas (orações para o amanhecer) no meio da noite”.


 


Deus trocou seu anjo da guarda por dois arcanjos para ajudá-la em sua santificação.


 


Fonte: acidigital


Fotógrafo: Reprodução: Imagem ilustrativa | Shutterstock

Fonte: ACI Digital

Indique a um amigo
 

Copyright © 2024 Dehonianos. Todos os direitos reservados.