Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Padre Omar, reitor do Santuário do Cristo Redentor visita a Rádio Vaticano
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Padre Omar, reitor do Santuário do Cristo Redentor visita a Rádio Vaticano

Silvonei José – Vatican News


Em entrevista à Rádio Vaticano – Vatican News, padre Omar disse que o encontro com o Papa foi um momento muito especial, um momento caracterizado sempre pela emoção própria de estar perto do pastor. O Papa Francisco – disse ele - acolhe, “que pessoa acolhedora, ele traz uma energia fabulosa, um olhar sereno, sempre com bom humor e durante audiência, ele trouxe uma mensagem de valorização à toda a cultura portuguesa, os milhões de jovens que passaram por Lisboa e na sequência dizendo, vamos continuar, vamos dar continuidade aquilo que foi pregado, dar continuidade aquilo que foi identificado como valor. E esse movimento da jornada também renovou o Papa. Fiquei muito surpreso”, afirmou.


Em seguida disse quem a Jornada Mundial da Juventude acabou, mas o Papa teve uma agenda que na metade, destacou “eu já não estava aguentando, eu estava me arrastando lá em Portugal, e o Papa segurando a agenda toda, e hoje vemos ele aqui, firme e forte, a realizar a audiência, disposto, tirando foto com as pessoas, cumprimentando, dando a benção um por um”.


Padre Omar disse que teve a oportunidade de estar ali também, “na primeira fila, recebendo uma benção especial com outros amigos que trabalham no Santuário Cristo Redentor, mostrando de fato a proximidade com o nosso pastor”. O sacerdote recordou da Igreja do Rio de Janeiro, - continuou – “que tem o nosso grande cardeal, Dom Orani, um homem sensível aos mais vulneráveis, um homem sensível aos padres, ao povo de maneira geral, de modo especial também para aqueles que atuam diante das situações mais limites. O Rio de Janeiro é uma cidade cheia de desafios”. Tem muita coisa que não é brincadeira e dom Orani sempre superando acrescentou. “Ele realmente traz igualmente essa continuidade daquilo que o Papa prega. Há um alinhamento institucional profundo entre aquilo que está no coração do Papa Francisco, em Roma, e aquilo que está sendo executado através das mãos de dom Orani no Rio de Janeiro, e isso nos alegra muito”.


10 anos se passaram desde Rio 2013. Agora, Lisboa, duas Jornadas que falaram português. Exatamente, disse o reitor do Santuário do Cristo Redentor, “10 anos depois a gente percebe a alegria, o entusiasmo de identificar os jovens perseverantes, quantos jogos estiveram presentes agora em Lisboa e que estavam no Rio 10 anos atrás. Eu não era tão jovem (rs). Mas eu vi a meninada toda crescendo e dando continuidade a uma recorrência em torno da fé. E isso traz também uma alegria muito grande, alegria espiritual. Eu percebi a Igreja em desenvolvimento: os jovens colocando seus talentos, arregimentando tantos outros jovens para a prática do bem”. Isso tudo ilumina, - conclui – “ilumina a sociedade. Então essa ligação histórica entre Brasil e Portugal, não podemos esquecer que a nossa fé do Brasil ela foi plantada pelos portugueses”.


Ouça a entrevista na íntegra:



Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2024 Dehonianos. Todos os direitos reservados.