Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Papa: adoção à distância deve ser preparada, acompanhada e cultivada com amor
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Papa: adoção à distância deve ser preparada, acompanhada e cultivada com amor

Manoel Tavares/Raimundo de Lima - Vatican News


O Santo Padre recebeu após o meio-dia deste sábado (05/3), na Sala Clementina, no Vaticano, os membros da Associação “Projeto Ágata Esmeralda”.


Em sua saudação aos membros da Associação, o Papa agradeceu, entre outros, a presença do arcebispo de Florença, na região italiana da Toscana, cardeal Giuseppe Betori, que acompanhou os membros desta Associação, que têm um vínculo sólido com a sua arquidiocese. E explicou:


“Sei que esta Associação mantém um vínculo forte com a Arquidiocese de Florença. Não se trata de um vínculo apenas informal, mas substancial, de colaboração concreta de parceria, sobretudo em Salvador da Bahia. Isto é muito bom.”



Tema recentemente abordado pelo Papa Francisco


Francisco recordou que, recentemente, fez uma catequese dedicada a São José, durante a qual abordou o tema da “adoção de crianças”, sobre a qual disse:


“Elogiei e encorajei os cônjuges que abrem seus corações e seus lares para acolher um menino ou menina que não tem família. Tal sensibilidade, abertura, paternidade e maternidade são também, de modo análogo, a base de um sério compromisso. De fato, quem opta pela adoção à distância é movido pelo desejo de dar uma mão a uma criança, para que se sinta amada, não lhe falte o necessário e cresça bem.”


Neste sentido, o Pontífice agradeceu à Associação por colaborar com a difusão da ternura de Deus e da sua paternidade no mundo, um grande dom que Jesus nos deu. Jesus nos acolheu no seu relacionamento com o Pai, nascendo no seio de Maria e vivendo nossa existência humana. Por isso, Ele sofreu, morreu e ressuscitou, para que nos tornássemos filhos de Deus. Também como diz São Paulo: "Para que recebamos a adoção de filhos".



Grande necessidade de paternidade e ternura


Depois, o Santo Padre recordou que “há uma grande necessidade de paternidade e ternura em nossos dias. A “ternura” é uma palavra expulsa, muitas vezes, dos dicionários da vida cotidiana:


“A verdadeira revolução no mundo é feita pelos que trabalham, sem cessar e sem fazer barulho, para que os pequeninos e pobres não sejam desprezados, descartados, abandonados, mas possam viver segundo a própria dignidade de filhos de Deus. Assim deve ser a adoção à distância, bem preparada e acompanhada: é uma pequena semente do Reino de Deus, que cresce e produz frutos se for cultivada com amor.”


Ao término da audiência à Associação “Ágata Esmeralda”, Francisco agradeceu aos seus membros por manterem cerca de sete mil adoções à distância, envolvendo muitos voluntários e leigos, mas também religiosas e sacerdotes, que trabalham nas periferias do mundo. O Papa expressou seu apreço ainda porque atribuem todo este trabalho à Divina Providência. De fato, disse, somos apenas colaboradores da Providência!



Associação hoje presente em nove países no mundo


Por fim, ao encorajar os membros desta Associação a continuar a sua obra, com coragem e com a graça de Deus, concedeu sua Bênção Apostólica a todos, de modo particular aos que compartilham e apoiam este trabalho, mas, sobretudo, a todas as crianças adotadas.


O Projeto Ágata Esmeralda é uma Associação beneficente, nascida em Florença, Itália, em 1996, por obra do Prof. Mauro Barsi e do saudoso cardeal Lucas Moreira Neves, na época, arcebispo de São Salvador da Bahia. Este Projeto nasceu com o objetivo principal de ajudar os pobres e as crianças do Brasil. Hoje, a Associação está presente também em nove países no mundo.


Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2022 Dehonianos. Todos os direitos reservados.