Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Papa aos jovens: que os vossos olhos reflitam o brilho da criatividade, não o das luzes artificiais
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Papa aos jovens: que os vossos olhos reflitam o brilho da criatividade, não o das luzes artificiais

O Papa recebeu em audiência na manhã desta sexta-feira (12/01), os participantes do encontro promovido pela Associação de Jovens Profissionais Toniolo. O Santo Padre iniciou seu discurso expressando sua gratidão e apreço pelos trabalhos da Associação, e pela colaboração com os Dicastérios da Cúria e com as Representações Pontifícias nas Nações Unidas. 


 


“É muito bom que cada um de vocês possa adquirir experiência em contato com o ministério petrino, através do trabalho com instituições internacionais e amadurecendo uma experiência de fé vivida, de vida cristã que enfrenta os desafios atuais do mundo. Vossa presença também faz muito bem às nossas instituições, nas quais vocês trazem um sopro de ar fresco, a capacidade de sonhar, o desejo de olhar adiante.”


 


Refletir o brilho da juventude, não das telas 


Em oposição ao "pensamento reduzido", que olha apenas para "os próprios interesses imediatos e limitados", o Pontífice evidencia sua preocupação para com as novas gerações: 


 


“O que alguns chamam de "pensamento reduzido" parece estar se espalhando: um pensamento composto de poucos caracteres, que se apaga rapidamente; um pensamento que não olha para cima e para frente, mas para o aqui e agora, resultado das necessidades do momento, parece substituir o pensamento já "fraco" do pós-moderno. Diante da complexidade da vida e do mundo, esse pensamento "reduzido" leva à generalização e à crítica, à simplificação e à manipulação da realidade, na busca de seus próprios interesses imediatos em vez do bem do próximo e do futuro de todos.” 


 


“Fico preocupado quando ouço falar de jovens presos atrás de uma tela, com seus olhos refletindo luzes artificiais em vez de deixar sua criatividade brilhar. Porque ser jovem não é ter o mundo em suas mãos, mas sujar as mãos em prol do mundo; é ter uma vida para gastar, não para guardar.”


 


Os jovens de hoje estão “abatidos” e "anestesiados"


Francisco ressaltou que muitos jovens hoje em dia são "espremidos", forçados a "performances cada vez mais exigentes", ou parecem estar "abatidos e anestesiados" em vez de comprometidos "com um livro ou com um irmão necessitado":


 


“Eu lhes pergunto: vocês sonham? Vocês têm uma inquietação em seus pensamentos, em seu coração? Vocês são inquietos ou já são jovens "aposentados"? Não se esqueçam: sonhem com inquietude.”


 


"É triste ver os jovens abatidos e anestesiados, estirados em sofás em vez de engajados em escolas e ruas, curvados sobre suas telas em vez de estarem diante de um livro ou de um irmão necessitado. Isso é triste. Os jovens que são profissionais por fora e sem graça por dentro, pressionados pelo dever, refugiam-se na busca do prazer. Todos nós precisamos da criatividade e do impulso que somente vocês, jovens, podem nos dar: em suas mãos estão a criatividade e o impulso, a sede de verdade, o grito de paz, a visão do futuro - precisamos dessas coisas! -, de seus sorrisos de esperança. Eu gostaria de dizer a vocês: levem isso para onde vocês atuam, colocando-se em risco sem medo. Coloque-se em ação. Porque os jovens são as alavancas que renovam os sistemas, não as engrenagens que precisam mantê-los vivos."


 


Reconstrutores da paz


"A vida pede para ser doada, não administrada", reiterou o Papa, ao lembrar do Beato Giuseppe Toniolo que, com base na fé, se comprometeu a "dar um rosto humano à economia". Segundo Francisco, o tema da paz é hoje mais urgente do que nunca, e sobre isso chama a atenção dos jovens, reforçando a aspiração e o compromisso com a paz que sempre distinguiram a atividade diplomática, mas que agora parecem ter esquecido seu papel na recomposição das relações entre as nações.


 


"As guerras são o resultado de relações de poder prolongadas, sem um começo definido e sem um fim definido. Mas onde estão os empreendimentos ousados, as visões corajosas? E de quem elas podem vir, se não de corações jovens e destemidos que acolhem o bem dentro de si e compreendem o Evangelho como ele é, para escrever novas páginas de fraternidade e esperança? Essa é vossa missão, vossa vocação."


 


A criatividade é necessária para mudar o mundo


"Quantos outros aspectos, como a economia, a luta contra a fome, a produção e o comércio de armas, a questão climática, a comunicação, o mundo do trabalho e tantos outros precisam de renovação e criatividade?" Ao concluir, expondo os aspectos do mundo atual que precisam de atenção o Pontífice disse confiar aos jovens "esses sonhos”;


 


“Como um homem velho que sou, fico emocionado ao ver seus rostos jovens; e penso em como Jesus fica ainda mais emocionado ao olhar para vocês - Jesus, ao olhar para vocês, fica emocionado - Ele que sempre tem um coração jovem e que chamou os jovens para segui-Lo.”


 


"Associação de Jovens Profissionais Toniolo"


Fundada em abril de 2016, a Associação reúne os bolsistas do Programa de Fellowship nas representações da Santa Sé junto aos Organismos Internacionais. Destinada a estudantes de graduação e já graduados, a iniciativa é promovida e financiada pelo Istituto G. Toniolo de Estudos Superiores para oferecer aos jovens a oportunidade de realizar um estágio nos escritórios dessas representações. 


 


Fonte: Vaticanews


Indique a um amigo
 

Copyright © 2024 Dehonianos. Todos os direitos reservados.