Dehonianos
Notícias da Igreja
 
RDC. Nova missão no norte do país entre os mais pobres e abandonados
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
RDC. Nova missão no norte do país entre os mais pobres e abandonados

Em uma terra rica em diamantes e ouro onde ninguém está interessado no desenvolvimento do país, os missionários Combonianos não se desencorajam a promover o Evangelho.


"Se não fosse pelo Evangelho e pelos pobres, ficaríamos de bom grado em casa", disse padre Franco Laudani (mccj), 80 anos, relatando as aventuras e dificuldades da viagem de Kisangani a Buta (380 km), Província Bas-Uele RDC, onde foi abrir uma nova missão no norte da República Democrática do Congo.


O missionário de 80 anos chegou nas últimas semanas, juntamente com o padre Léonard Ndjadi Ndjate, superior provincial, e o padre Roberto Ardini, 79 anos, para iniciar seu apostolado.


Compaixão e proximidade para com aqueles que sofrem


"Estamos cheios de confiança. Esta é verdadeiramente uma zona missionária, no estilo de São Daniel Comboni: entre os mais pobres e abandonados. Mas me parecem tão generosos e felizes em nos receber."


A viagem de 380 km durou um total de três dias em meio a acontecimentos imprevistos, encontros, paradas, vicissitudes durante as quais os missionários jamais desistiram.


"Tentamos mover o céu à compaixão com nossas orações para que viesse em nosso auxílio a Beata Anwarite, Padroeira de nossa paróquia, São Daniel Comboni, o Terço em silêncio porque não se tinha coragem ou força para rezá-lo em voz alta. E então, ver o sofrimento dessas pessoas, jovens em motocicletas carregando uma carga de 300/400 kg de tal forma que por trás, antes de chegar até elas, você pensa que tem um carro à sua frente e ao invés disso é uma motocicleta carregada como uma van."


Ser "família" sem segredos ou discriminações


Buta tem cerca de 500 mil habitantes, com muitos edifícios bem conservados da era colonial. Existem apenas quatro paróquias e em toda a diocese nove sacerdotes locais e duas paróquias confiadas a religiosos, incluindo os Combonianos.


"Sou o único 'ancião homem branco' - diz o padre Franco - 'na cidade e sem dúvida o único ancião padre'. Na cidade, o nível econômico me parece médio, mas, para além do Rubi, em nossa paróquia, existe a pobreza absoluta: uma realidade em que tudo está diante dos olhos de todos, abertamente."


"Isto nos ajudará a ser ‘família’ sem segredos ou discriminações. A duzentos metros da capela temos nossa residência, uma pequena casa com quatro quartos vazios, mas limpos, rodeada por uma cerca de canas de bambu. Não há eletricidade, nem onde estamos nem na cidade, não há água, fora há um chuveiro (balde) e um banheiro. Há apenas três bancos na igreja, a igreja é escura, as pessoas se sentam em tábuas de madeira e usam uma pequena bateria com algumas lâmpadas para iluminar. Mais tarde, veremos como organizar as principais coisas a serem desenvolvidas."


(com Fides)





Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2024 Dehonianos. Todos os direitos reservados.