Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Santa Teresinha escreveu uma oração em forma de poema ao Sagrado Coração de Jesus
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Santa Teresinha escreveu uma oração em forma de poema ao Sagrado Coração de Jesus

Nos arquivos do Carmelo de Lisieux estão as estrofes manuscritas deste texto de santa Teresinha (1873-1897). Ela costumava dizer: "No coração da Igreja, que é minha mãe, eu serei o amor".


 


O poema se chama "No Sagrado Coração de Jesus" e tem 8 estrofes. No início, fala da angústia de santa Maria Madalena ao ver o Mestre, que, mostrando-lhe o seu rosto, devolveu-lhe a paz e a alegria.


 


Depois, ela manifesta essa mesma inquietação de encontrar-se com o Senhor, que está na Eucaristia e lhe permite descansar no seu terno Coração. Abaixo estão os três últimas estrofes nos quais a santa pede a Jesus para viver sempre no seu amor.


 


6. Ó Coração de Jesus, tesouro de ternura


Você é minha felicidade, minha única esperança,


Você que soube encantar minha tenra juventude


Fique comigo até a última noite


Senhor, só a ti dei minha vida


E todos os meus desejos são bem conhecidos por você


Está em sua bondade sempre infinita


Como quero me perder, ó Coração de Jesus!


 


7. Ah! Eu sei bem, todos os nossos juízes


Não tem valor diante de seus olhos


Para dar valor aos meus sacrifícios


Eu quero jogá-los em seu Coração Divino


Você não achou seus anjos impecáveis


No meio do relâmpago deste a tua lei!...


Em teu Sagrado Coração, Jesus, eu me escondo


Não tremo, minha virtude és Tu!...


 


8. Para poder contemplar a tua glória


Você tem que, eu sei, passar pelo fogo


E eu escolho para o meu purgatório


Vosso Amor ardente, ó Coração de meu Deus!


Minha alma exilada deixando esta vida


Gostaria de fazer um ato de puro amor


E então voando para o céu sua terra natal


Entre em seu Coração sem nenhum desvio.


 


 


 


Fonte:acidigital


Fotógrafo: Reprodução de imagem ilustrativa de Domínio Público - Wikipédia em site ACI Digital.


Indique a um amigo
 

Copyright © 2024 Dehonianos. Todos os direitos reservados.