Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Ucrânia: conventos católicos na Bulgária abrem suas portas aos refugiados
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Ucrânia: conventos católicos na Bulgária abrem suas portas aos refugiados

Vatican News


Portas abertas para os irmãos da Ucrânia: com este slogan, o Convento dos Frades Franciscanos Conventuais em Rakovski, na Bulgária, está disponível para acolher refugiados da Ucrânia.



Há muitas pessoas dispostas a ajudar


"Temos a possibilidade de acolher famílias de refugiados, mulheres com crianças, idosos, mesmo os feridos pela guerra, enquanto durar o conflito na Ucrânia", explica à agência Sir o superior da comunidade "São Maximiliano Kolbe" de Rakovski, padre frei Ventislav Nikolov.


"Estamos em contato com a Embaixada da Ucrânia em Sófia - acrescenta padre frei Nikolov - e com várias organizações católicas, incluindo a Caritas, mas também com grandes empresas em nossa região. Há muitas pessoas dispostas a ajudar."



Prontos para ir buscar os refugiados na fronteira


O religioso explica que "o convento poderia acolher até 28 pessoas, mas até mais que isso, há quartos de hóspedes com camas e banheiros individuais". "Se necessário, podemos montar tendas e macas no pátio", continua ele.


"Estamos prontos para ir com nossos voluntários à fronteira ucraniana com nosso próprio meio de transporte e trazer as pessoas para a Bulgária", afirma o religioso franciscano. Além de alimentação e hospedagem, são oferecidos aos refugiados também assistência médica, assistência jurídica e "todas as condições para uma existência digna".







Paz tão almejada chegue a cada um


O apelo dos frades conventuais de Rakovski é a "não ficar indiferentes diante do que está acontecendo e que a tão almejada paz chegue às portas de cada uma de nossas casas".


Por outro lado, os frades capuchinhos de Sófia lançam um apelo por ajudas econômicas. Eles estão coletando doações para seus confrades que trabalham em sete localidades da Ucrânia: Kiev, Dnipro, Kamianske, Krasiliv, Starokonstantinov, Viniza e Uzgorod. De acordo com as autoridades da Bulgária, mais de 1.500 refugiados da Ucrânia atravessaram a fronteira búlgara. Mais de 200 mil pessoas de origem búlgara vivem na Ucrânia.


(com Sir)



Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2022 Dehonianos. Todos os direitos reservados.