Dehonianos
Notícias da Igreja
 
Vietnã. Oração, jejum, caridade: a missão em tempo de pandemia
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Vietnã. Oração, jejum, caridade: a missão em tempo de pandemia

"Mesmo em tempos difíceis, a Igreja no Vietnã aumentou suas atividades missionárias e caritativas como sinal de solidariedade com os pobres", declararam os bispos do Vietnã reunidos em assembleia nos últimos dias.


Observando a grande vitalidade das comunidades católicas, apesar das dificuldades encontradas nas atividades pastorais devido à pandemia, os bispos elogiaram o forte impulso missionário da Igreja, cada realidade, paróquia, movimento e associação, em todo o país do sudeste asiático.


O testemunho da caridade


"Todos nós notamos as dificuldades e desafios pastorais dos últimos tempos causados pelas restrições às atividades comunitárias; entretanto, durante este período o Senhor tem dado ao Povo de Deus no Vietnã oportunidades valiosas para se envolver com seus irmãos e irmãs em diferentes circunstâncias, especialmente na caridade."


A Conferência Episcopal do Vietnã tem promovido um programa especial de caridade intitulado "Querida Saigon". O programa inclui cuidar de pacientes de Covid em áreas isoladas e hospitais de campo, apoiar o "pessoal da linha de frente", oferecer ajuda alimentar aos pobres, distribuir medicamentos e gêneros de primeira necessidade em casa e nas ruas.


Carta Pastoral "Viver a fé durante a pandemia"


Os bispos reconheceram "o testemunho vivo da caridade do Povo de Deus" e, como proposta de fé e de evangelização, difundiram uma Carta Pastoral intitulada "Viver a fé durante a pandemia".


No texto, observa-se que "juntamente com o sofrimento físico e psicológico, a pandemia também tem deixado um impacto negativo na vida de fé", tornando muitas vezes impossível a participação direta dos fiéis nas celebrações litúrgicas.


Rezar, jejuar e fazer obras de caridade


"Do ponto de vista da fé, convidamos todos vocês a viver este tempo especial como um tempo de Quaresma, no qual seguir os três ministérios fundamentais: rezar, jejuar e fazer obras de caridade", escrevem os prelados.






Rezar


Os bispos observam que "a primeira coisa a fazer é rezar": "Os membros da família têm a oportunidade de se reunir e rezar regularmente, a recitação do Terço, para que todos possam estar intimamente unidos uns aos outros no Senhor, e juntos possam superar as dificuldades do momento presente. Como dizia São Paulo: alegrando-vos na esperança, perseverando na tribulação, assíduos na oração (Rm 12,12)", diz o texto.


Jejuar


Além disso, ao suportar restrições, dificuldades econômicas e carências, "pode-se aproveitar a oportunidade para jejuar em comunhão com o sofrimento de Jesus na Cruz, orando por nossos irmãos e irmãs que estão lutando contra sua doença", escrevem os prelados.


Participar ativamente de atividades caritativas


Sobre o tema da caridade, os bispos encorajam os jovens "a participar ativamente de atividades caritativas que os ajudem a abrir seus corações aos outros e a viver como discípulos de Jesus". As "boas obras" realizadas por fiéis católicos em todo o Vietnã na pandemia "deixaram uma impressão muito boa no povo e nas autoridades", ressaltam.


Párocos sejam "verdadeiros pastores"


A Carta exorta os párocos a serem "verdadeiros pastores que conhecem e se ocupam das preocupações, esperanças, dificuldades e provações vividas pelas pessoas a eles confiadas", a fim de acompanhá-las e apoiá-las. Por fim, convida sacerdotes, religiosos e leigos a "viver a fé e proclamar o Evangelho com entusiasmo e criatividade".


(com Fides)



Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 

Copyright © 2021 Dehonianos. Todos os direitos reservados.